“Nós acreditamos em produtos e soluções sustentáveis”.

A Copernicia Prunifera – palmeira da qual a cera de carnaúba é extraída – cresce ao longo de rios, vales e lagoas no nordeste brasileiro, no Sri Lanka, na África e em alguns países sul-americanos. No entanto, apenas no Brasil a palmeira é capaz de produzir cera.

As folhas da Copernícia, que contêm cera de carnaúba, são cortadas durante a safra, no período de agosto a dezembro, através de um processo inofensivo ao meio ambiente e que não põe a integridade das palmeiras em risco. Apenas as folhas mais velhas são cortadas,e as folhas novas crescem para a próxima colheita.

Um pó fino é obtido das folhas. A qualidade e cor da cera são determinadas pela idade das folhas. A cera de carnaúba é extraída do pó e refinada, chegando ao estágio final pronta para ser comercializada.

Todo o processo, desde a seleção da matéria-prima até a entrega no destino final, é cuidadosamente monitorado pela equipe de controle de qualidade da Pontes.